1 – Para refletir: Vender seu tempo de vida por dinheiro

Gosto muito das tirinhas e memes que recebemos diariamente e nos fazem pensar sobre o dia a dia e nossa vida pré-FIRE. Assim como o SRIF365 e o blog Simplicidade e Harmonia fazem (bem como alguns outros bloggers), hoje começo a nova sessão do AA40 intitulada “Para Refletir…” onde postaremos uma imagem e posts relacionados ao tema para (re)leitura.

Segue a primeira:

Fonte: desconhecido; redes sociais

A reflexão é sobre a venda do seu tempo para os outros e não sobre marxismo, que fique claro. 

Post Relacionados ao tema


7 thoughts on “1 – Para refletir: Vender seu tempo de vida por dinheiro

    1. Perfeito PI, isso mesmo. Quem tem a possibilidade e a energia mental para tal deve mesmo virar patrão. Empreendedorismo no Brasil na maioria das vezes ainda é visto principalmente como falta de opção, infelizmente.
      Abcs

  1. Há muitos empreendedores na minha família. Alguns super bem sucedidos, outros nem tanto. Comecei a trabalhar ainda adolescente para ajudar minha família. É uma vida dura para a maioria dos empresários. Vi minha mãe quebrar três vezes. Uma vida instável, angustiante com muitos altos e baixos. O estresse com funcionários no dia a dia, sindicato, justiça do trabalho não é para os fracos. Além disso, a pessoa trabalha tanto que até esquece o que é férias ou lazer. Tenho um familiar que ficou rico empreendendo. Gasta 500 mil reais comprando carro na maior tranquilidade, mas você conversa com ele, chega dá pena. Não consegue desapegar, nunca saiu do país. Eu passei a vida planejando trabalhar para os outros. Até me livrei do trauma e posso empreender, mas coisa pequena sem jamais contratar funcionário.

  2. Prefiro ser funcionário bem remunerado.
    Saio do trabalho e faço o que quero. Já o patrão não descansa.
    Estou falando de 99% dos patrões. É lógico que existem exceções.
    Empreender = tô hiper fora disso.

    1. Evidente, a diversas ocupações que são bem mais vantajosas ser funcionário. Funções bem definidas, horário, risco zero em relação ao capital alocado, previsibilidade de remuneração, etc…

      Sou "funcionário", atuo como PJ e sinceramente devo ganhar 1 décimo do pro labore do dono da empresa para qual presto serviço, mas estou satisfeito. O dono é um workaholic, merecei ser estudado, como é possível ter pessoas que só pensam em trabalhar, girar grana…de certa forma caras assim mantém o mundo girando.

      Eu comentei:
      Passei uma semana na praia surfando, totalmente despreocupado
      Dono da empresa:
      Cara, você é louco? Como você consegue ficar sem trabalhar.

  3. Estultícia! Distorce a relação voluntária entre empregado e empregador. Sendo este visto como um explorador e aquele como explorado. Karl Marx ainda está bem vivo na mente dos tupiniquins.

    Ideia muito difundida na blogosfera infelizmente. Essa ideia de que quem é funcionário não é livre, de que somente empresários/empreendedores tem liberdade.

    Sou empresário, tenho 7 funcionários, ninguém trabalha para me enriquecer, todos trabalham pelo seus próprios interesses. Talvez você não compreenda bem há função da atividade empresarial. Sem pedantismo, recomendo a leitura:

    Henry Hazlitt – Economia Em Uma Única Lição

    Capítulo 2 – O Empresário
    A natureza da atividade empresarial
    Tomada de decisão e economização
    O empresário no mercado
    O produtor como empresário
    Lucros empresariais
    Atividade empresarial, propriedade e a empresa
    Propriedade, atividade empresarial e a sociedade anônima
    Um exemplo hipotético
    Novamente a sociedade anônima
    Atividade empresarial e conhecimento
    Atividade empresarial e processo equilibrador
    A literatura sobre a atividade empresarial
    A atividade empresarial segundo Mises

    1. Ou vc é doido ou não conhece nosso blog ainda. Vc deve saber que FIRE é exatamente sobre parar de trabalhar para empresário enriquecer e trabalhar para vc mesmo.
      Se vc compra uma Lamborghini por ano tlvz vc possa se sentir ofendido senão é só mais um que trabalha para se sustentar e deveria conhecer o conceito FIRE. Como me recomendou um livro, recomendo o Your Money OR your Life da Vicky Robins. Abcs

Deixe uma resposta | (Para comentar como anônimo, deixe nome, site e email em branco)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Deixe em branco para comentário anônimo.