ETF Talk: Onde deixar sua reserva de oportunidades em dólar?

Temos inúmeros analistas de ETFs e ações nos mais diversos canais hoje como Youtube, blogs, podcasts, Instagram que sinceramente é intimidante falar sobre o tema, porém como foi pedido dos leitores, resolvemos criar uma série de posts para falarmos um pouco sobre os, por nós tão defendidos, ETFs. Usaremos muitos jargões e termos técnicos em inglês, afinal o mercado fala inglês e como a maioria dos ETFs que falaremos são estrangeiros, já é hora de ir se acostumando com os termos 😉

Em nosso terceiro post da série ETF TALK do AA40 com análises dos principais ETFs utilizados no mundo FIRE, gostaríamos de trazer para vocês alguns dos ETFs mais utilizados por aqueles que fazem a chamada reserva de oportunidades para posteriormente investir no mercado americano quando de uma queda mais brusca. Então let’s talk ETF?

No primeiro post da série falamos sobre dois dos ETFs de mercado total que será o core ou núcleo de nosso portfólio (ITOT e VTI) e no segundo, sobre os dois principais ETFs de mercado total e nossos core de renda fixa (IUSB e BND). Clique nos links ai se ainda não leu.

Seguindo uma sequencia lógica, neste post da série falaremos sobre alguns dos ETFs onde deixar o seu dinheiro “estacionado” (sim este é o termo utilizado nos EUA – park your money) até as oportunidades surgirem. Sempre lembrando que, segundo diversos estudos (como este) e experts, reservas de oportunidades não ajudam no retorno total da carteira no longo prazo. Mas fazer ou não uma reserva é uma escolha pessoal que pode ser um componente psicológico grande na sua carteira.

Relembrando a todos que nenhum dos ETFs aqui mencionados devem ser entendidos como indicação ou recomendação de investimento. Não é ! São apenas sugestões de estudo !

→ Se você ainda tem dúvidas se deve investir em bonds americanos e por que, leia mais aqui

Os ETFs

Os ETFs mais utilizados para deixar o dinheiro esperando oportunidades são os de bonds de curto prazo que fornecem um bom cash-equivalent, ou seja, equivale a dinheiro vivo, com baixa exposição a riscos de crédito, juros e volatilidade.

Hoje vamos falar sobre 4 dos principais ETFs para deixar sua reserva de oportunidades e as melhores opções para estacionar seu dinheiro para obter renda e se proteger parcialmente contra a inflação. Longe de ser a lista completa. Ficaram de fora ótimos ETFs como GSY, BSV e NEAR, por exemplo, então estude estes e os que falaremos abaixo.

Para os investidores, a questão de quanto dinheiro vivo manter em caixa pode ser difícil de responder. Por um lado, é bom ter uma quantia de dinheiro reservada para usar no curto prazo, como pagar despesas ou comprar renda variável quando houver “promoções”.

Por outro lado, dinheiro em caixa rende muito pouco ou nada, portanto, ter um grande saldo em caixa em seu portfólio reduz seu rendimento como um todo.

Embora a inflação atualmente pareça bastante moderada tanto no Brasil quanto nos EUA, o dinheiro parado está totalmente sujeito a ela.

Especialmente depois de aposentado ou FIRE, muitos investidores desejam o conforto de ter dinheiro disponível para pagar as contas. Mesmo os investidores que não são aposentados podem ter metas de curto prazo que exigem dinheiro, como pagar um carro, mensalidades de seus filhos, aluguel, comprar uma casa, etc. Com saldo em caixa você não precisa vender algo sujeito a preço de mercado, por exemplo.

Bom, você já sabe de tudo isto, então vamos a eles. Os 4 ETFs mais utilizados pelo AA40 e também por diversos investidores são:
  • MINT: PIMCO Enhanced Short Maturity Active ETF
  • JPST: JPMorgan Ultra-Short Income ETF
  • SHY: iShares 1-3 Year Treasury Bond ETF (ou ainda SHV para mais curto ainda)
  • FLOT: iShares Floating Rate Bond ETF

Taxas de Adm (ER) e Market Cap

Podemos observar na tabela abaixo que os 4 ETFs são gigantes da renda fixa. Dois deles são de gestão ativa (JPST e MINT) e dois passivos (SHY e FLOT).

O menor deles tem quase 6 bilhões de dólares investidos (FLOT) enquanto o maior e também o mais antigo deles é o SHY com mais de 21 Bi sob gestão, criado em 2002.

Quanto as taxas de administração, é natural que fundos de gestão ativa, no caso o MINT e o JPST terem taxas mais altas. o MINT com 0,36 é o mais caro deles, porém o novato JPST, por ser um fundo ativo gerenciado por um banco de renome como o JP Morgan cobra uma taxa bem razoável de 0,18%aa.

O SHY que é totalmente indexado, ou seja, passivo, cobra uma taxa levemente menor de 0,15% aa e o FLOT, da mesma forma, apenas 0,20%aa.

FLOT é um ETF indexado interessante pois ele é de taxa flutuante, ou seja, o seu yield aumenta e diminui de acordo com as taxas de juros praticadas no mercado, o que, se os juros estiverem aumentando pode ser uma ótima pedida. Não é a toa que este fundo teve um grande influxo de investimentos na época que o FED estava aumentando os juros em 2018, antes de crise do COVID.

Flot possui atualmente 499 papeis de renda fixa em sua composição, enquanto SHY possui 81 títulos, MINT, 455 e JPST, 215 títulos (Fonte: etfdb.com).

Histórico de Rendimentos

Convenhamos que rendimento não é o que buscamos quando colocamos nosso dinheiro nestes ETFs. O que importa mesmo é não perder dinheiro ou termos uma volatilidade muito baixa e, se possível, ganhar uns trocados de renda todo mês; enfim, não deixar o dinheiro completamente parado.

Vamos ver os gráficos e CAGR (Taxa de juros compostos anuais) de cada ETF:
Fonte: Portfoliovisualizer/CLIQUE PARA AMPLIAR

Com exceção de SHY, os gráfico de FLOT, MINT são muito semelhantes e o JPST fica no meio do caminho (o simulador acima só permite comparar 3 ETFs ao mesmo tempo, mas observe o CAGR; FLOT está após o gráfico). O CARG de SHY está mais alto devido a queda dos juros americanos, que natualmente eleva o retorno em ganho de capital do mesmo.

Mais importante é observar o que aconteceu com cada ETF em Março de 2020 no auge da crise da pandemia de Covid-19. É justamente nesta situação que queremos vender estes fundos de renda fixa (nosso fundo de oportunidades).

Imagine que você tenha deixado dinheiro neles justamente esperando uma oportunidade como esta de março para vender e comprar ITOT por exemplo. Certamente queremos um fundo com as características da linha vermelha (SHY) e não da linha azul (MINT e FLOT), justamente por que queremos vender no pior da crise para comprar renda variável.

Ai é uma questão do investidor em si e sua tolerância a riscos. Quem compra SHY (ou ainda SHV) que é um fundo de tesouro americano, muito seguro, vai provavelmente ter um rendimento mensal próximo de zero, ou nos últimos meses, levemente negativo, ai melhor segurar em dinheiro mesmo não é?  ou num money market como SPAXX.

Já JPST é um ETF muito interessante, de curtíssimo prazo também mas que é gerido pela JPMorgan, ou seja, é um fundo de gestão ATIVA, ao contrário de quase todos que falamos aqui. E por um custo muito baixo de 0,18%aa, você obtém um yield consideravelmente mais alto que os outros (veremos a seguir), mas, como vemos no gráfico, ele não é tão imune quanto o SHY quando a crise bate. Enfim, não existe almoço grátis, você precisará escolher aqui entre ganhar nada todo mês para não perder quando realmente precisar do dinheiro para investir, ou arriscar perder um pouco no pior momento mas ganhar uma renda mensal um pouco maior. O famoso trade-off.

Duration e Yield

Abaixo o levantamento dos duration e yield atual dos ETFs. Sempre lembrando que duration é tempo médio ponderado até que todos os fluxos de caixa dos títulos dentro do ETF sejam pagos e yield é quanto ele paga de juros e renda em termos anualizados.

O duration é basicamente a sensibilidade a taxas de juros no tempo. Quanto menor o duration, menos sensível ele é a mudanças nos juros e teoricamente menos volátil. Veja que o FLOT e o MINT são os que possuem menor duration. Já quanto maior o yield melhor, e neste caso o SHY está pagando ZERO de juros atualmente. Ou seja, entre dinheiro vivo e SHY melhor dinheiro vivo, já que este não há taxa nenhuma.

JPST também se destaca pelo yield maior, por ser um fundo ativo, os gestores estão sempre comprando e vendendo títulos e trabalhando para obter maior renda com menor risco, assim como Mint com yield parecido. E pelo visto não é só nós que achamos este ETF interessante:

RISCO

Nunca é demais lembrar que estes fundos sempre terão mais risco que cash. Vimos isto claramente na crise do subprime e agora com o coronavirus. Com exceção do SHV que investe puramente nos títulos do governo americanos que são tidos como os mais seguros do mundo (sic), os outros todos possuem investimentos em debentures, ou corporate bonds. Qualquer crise mais forte há intenso movimento de venda destes títulos, afinal cash é mais seguro e numa crise todos buscam mais segurança. Esta venda força uma queda abruta dos preços e até mesmo problemas de liquidez com isto. Por isto os gráficos dos ETFs acima mostram perdas em março de 2020.

Além disso, a parte curta da curva de juros não é tão afetadas pelas políticas monetárias do FED de baixar os juros. Sim, com juros menores o yield deles baixa e o valor nominal do título e do ETF aumentaria, mas nem sempre isto acontece na prática, justamente por que fatores outros, principalmente a liquidez, tomam precedente em títulos de curta duração quando crises que mexem com a disponibilidade de crédito, justamente o que aconteceu no subprime e agora com o Covid-19 acontecem. A rápida fuga de capitais para cash leva a desvalorização nominal dos títulos. Muitos vendendo, poucos comprando – lei da oferta e procura.

Quando isto aconteceu nas duas ocasiões (2008 e 2020),  o sell-off não durou muito pois o FED acionou sua máquina (Q.E. ou imprimir moeda) e começou a comprar estes títulos e garantir a liquidez, por isso o gráfico mostra a recuperação de preços nas semanas seguintes, mas caso contrário, a coisa poderia ter sido muito pior no mercado neste ano.

Por isso, não procure o fundo de maior yield. Mais yield sempre vem com mais risco, pura e simplesmente. Se quiser segurança de verdade para o caso de crises, fique com cash mesmo ou títulos curtos do governo americano (SHV), que estará mais seguros. Se quiser mais renda, mesmo aceitando que deverá perder dinheiro se precisar vender no meio da crise, ai sim os outros ETFs como MINT, FLOT e JPST podem ser para você.

 

ESG

No quesito ESG (Governança corporativa, ambiental e social), um fator que está se tornando mais relevante tanto com vistas ao novo público investidor jovem, mas também com as mudanças climáticas e levantes sociais que vem acontecendo ultimate, investir em empresas e fundos responsáveis ambiental e socialmente e com transparência é cada vez mais importante. A Agência MSCI atualmente analisa os fundos, componentes e gestores e assinala letras para cada fundo, sendo:

Fonte: https://www.msci.com/esg-fund-ratings

Nossos ETFs estão na categoria média,  possuindo as seguintes notas:
  • FLOT: BBB
  • MINT: BBB
  • SHY: A
  • JPST: A

Para aqueles que investem no exterior via Irlanda, alguns ETFs de acumulação do gênero, não tão conhecidos como os acima, e que vocês podem estudar mais seriam:

-SPDR Bloomberg Barclays 1-3 Month T-Bill UCITS ETF
-iShares USD Treasury Bond 1-3yr UCITS ETF (Acc)
-JPMorgan BetaBuilders US Treasury Bond 1-3 yr UCITS ETF – USD (Acc)

 
 

Conclusão

Com as taxas de juros praticamente zeradas nos EUA, deixar seu dinheiro em um fundo de renda fixa de curta duração ou em dinheiro vivo é praticamente a mesma coisa. Aliás, com a situação fiscal brasileira se agravando é possível que só mantendo seu dinheiro em dólar já seja um ótimo investimento.

Porém, para quem busca um pouco a mais, existem alguns ETFs que podem lhe dar alguns trocados em renda todo mês, o que é melhor que deixar totalmente parado em conta corrente.

Porém fundos como o SHY e SHV já estão pagando juros zero, ou seja, não vale a pena colocar o seu dinheiro neles até os juros por lá subirem um pouco.

Já fundos geridos ativamente como MINT e JPST podem ser uma boa opção, principalmente o JPST que é bem mais barato que o MINT e tem yield praticamente igual e não sofreu tanto quanto o seu correspondente no auge da crise da Covid-19.

O FLOT é um caso a parte, que pode ser ótimo quando os juros voltarem realmente a subir gradativamente, coisa que o FED já descartou nos próximos anos (a menos que a inflação galope). Portanto ele apresenta perdas maiores quando os juros caem já que ele é flutuante e acompanha-o.

E você, mantem suas reservas em dinheiro vivo em conta corrente ou utiliza algum instrumento de renda fixa para manter um fundo de oportunidades? Quer saber de algum outro ETF da mesma categoria? Comente abaixo ou pergunte suas dúvidas:


 
Isenção de responsabilidade: Todo conteúdo publicado neste site baseia-se no direito de expressão garantido nos arts. 5º, IV e 220 da Constituição Federal de 1988. Não somos profissionais de investimentos nem consultores financeiros licenciados. Nenhum ativo e/ou estratégia de investimentos aqui mencionados deve ser considerado indicação de investimento. Este blog representa apenas opiniões e decisões pessoais, que podem não ser apropriadas para outros investidores. Por favor, use o bom senso e/ou consulte um profissional de investimento certificado antes de investir seu dinheiro. AA40 não é responsável pelos resultados de suas decisões, nem responsável pelos comentários postados pelos leitores ou pelo conteúdo de quaisquer sites vinculados. Este blog deve ser visualizado apenas para fins educacionais ou de entretenimento. Resultado passado não é garantia de resultado futuro. Não copie nosso conteúdo sem citar a fonte e pedir autorização. Disclaimer: O autor tem posições em SHY e JPST



16 thoughts on “ETF Talk: Onde deixar sua reserva de oportunidades em dólar?

    1. Legal Felipe. O TLT é um ETF de bonds de longo prazo, ou seja, muito mais exposto ao risco de mudanças na taxa de juros e mesmo assim não paga muito mais yield quanto deveria. Atualmente míseros 1,7% que vc pode perder em um dia apenas com a volatilidade dele. Agora ele pode fazer parte de uma carteira maior onde ele é usado como a parte de bonds longos, junto com IEF e SHY tlvz (ou direto em BND ou IUSB que já tem todos estes em um ETF). Abcs AA40

    1. Absolutamente nenhum motivo. Ele só ficou de fora por ter um market cap um pouco menor do que estes ai (2.8 bi) mas ele é muito parecido com o JPST e com o MINT então se preferir investir em um fundo da Invesco GSY é uma ótima alternativa também. Seu ER é de 0,23%, um pouquinho maior do que o JPST por isso em 3 anos o JPST ganha dele em retorno total de 2.65% a 2.49% respectivamente. Abcs AA40

  1. Caro AA40,
    Excelente artigo! Tanto por mostrar as alternativas quanto o racional para chegar a elas.
    No meu caso, invisto em ETFs da irlanda cumulativos. Assim, gostaria de saber se existe algum ETF cumulativo que realize esta função de "park your money".
    Obrigado,
    Data160

    1. Olá Data160. Obrigado. Existem tanto corporativos quanto de treasures, mas as opções são poucas e para te falar a verdade não conheço a fundo nenhum deles. Apenas busquei aqui no meu screener:

      -SPDR Bloomberg Barclays 1-3 Month T-Bill UCITS ETF
      -iShares USD Treasury Bond 1-3yr UCITS ETF (Acc)
      -JPMorgan BetaBuilders US Treasury Bond 1-3 yr UCITS ETF – USD (Acc)

      Dá uma estudada nestes daí. Abcs AA40

    1. Ótima pergunta Vaga, tanto que mereceu um adendo no texto.
      Os títulos de curta duração que cairam possuem investimentos em debentures, que jamais serão tão seguros quanto em títulos do governo americano (SHV). Além disso, a parte curta da curva de juros não é tão afetadas pelas políticas monetárias do FED de baixar os juros. Sim, com juros menores o yield deles baixa e o valor nominal do título e do ETF aumentariam, mas nem sempre isto acontece na parte inicial da curva de juros. Justamente por que fatores outros, principalmente a liquidez tomam precedente em títulos de curta duração quando crises que mexem com a disponibilidade de crédito, justamente o que aconteceu no subprime e agora com o covid-19 acontecem. A fuga de capitais para cash leva a desvalorização nominal do título. Muitos vendendo, poucos comprando.
      Quando isto aconteceu nas duas ocasiões, o sell-off não durou muito o FED acionou o QE e começou a comprar estes títulos e garantir a liquidez, por isso o gráfico mostra a recuperação de preços, caso contrário, a coisa poderia ter sido muito pior no mercado neste ano. Espero que ficou mais claro agora.
      Abcs AA40

  2. AA40 tenho acompanhado o site, mas confesso que as informações são um tanto confusa pra mim, uma vez que vc está focando mais em ativos americanos e mal compreendo os brasileiros. Eu tenho na minha carteira atualmente quatro ETF. IVVB11, BOVA11, SMALL11 e ECOO11. Com a partir de qual patrimônio acha que devemos começar a investir em dolar??

    Atualmente tenho 100K,e faço aportes mensais de 3 mil reais. Como tenho 38 anos, meu objetivo seria alcançar a cifra de 1 milhão até os 48 anos (um pouco mais velho que vcs, infelizmente).

    1. Entendo AA50, falamos mais sobre mercado americano por que, que me acompanha sabe que, desde maio de 2017 (Joesley day) este que voz fala não investiu mais um único centavo no Brasil. Deixei de acreditar no país naquele momento, investindo então somente nos EUA e em dólar. Até agora não me arrependi.
      Tanto ETFs brasileiros quanto americanos tem o mesmo princípio, investir em uma ampla cesta de ativos de forma passiva, evitando stock picking e trades e apostas, reduzindo risco e obtendo retorno em linha com o mercado. Únicas diferenças dos ETFs nos dois países são impostos e que no Brasil não é pago dividendo em dinheiro mas reinvestido em cotas do próprio ETF. Não tem segredo, é muito fácil.

      Não existe uma regra pronta para quando devemos começar a investir em dólar. Muitos falam 500 mil, outros 100 mil, outros desde o inicio. Mas se você, com seu patrimonio e conhecimento já está se perguntando isso, é por que algo vc viu que o chamou a atenção, certo? IVVB11 é de certa forma investimento em dólar, porém exposto ao cambio. Pode continuar a investir nele, digamos 1/3 dos 3 mil que poe mensalmente, mas se quiser proteção além disso, e ter moeda forte de fato e fora das garras do governo e receita brasileira, nada como investir diretamente em ETFs lá fora (Irlanda principalmente). O comoinvestirnoexterior.com tem mais sobre isso se quiser começar.

      Abcs AA40

    2. AA40, obrigado pelo apelido AA50, me amarrei rsrs. Pode me ajudar com algumas dúvidas? O que vc acha de investir no exterior pela AVENUE? Nesse site tem os riscos de investir no exterior? O meu medo de investir no exterior é acontecer alguma espécie de "aprisionamento" "confisco" dos nossos investimentos pelo governo do país onde estão os recursos, seja por questão política ou mesmo mudança de legislação. O que pensa sobre isso? Todos os seus investimentos estão no exterior, vc não tem nenhum receio quanto a isso?

  3. Olá, muito obrigado pelas informações. Vou começar a investir no exterior mas confesso que ainda fiquei em dúvida o que vale mais a pena etf ou deixar na corretora? Qual estratégia você usa?

    1. Olá. Eu pessoalmente coloco em ETFs. Na conta corrente da corretora, apesar de em muitas ficar aplicado em um MoneyMarket, não renda nada e ainda cobram taxa de adm. Melhor deixar num JPST, FLOT que pagam umas migalhas a mais até colocar no ITOT ou VTI. Abcs AA40

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Por favor atualizem seus blogrolls com o novo feed rss do AA40: https://aposenteaos40.org/feed

  1. Livro “A revolução dos bichos” – Resumo
    Investidor Ingles 30/Jul/2021
  2. Atualização de verão FIRE
    Sempre Sábado 29/Jul/2021
  3. O que é realmente FIRE? A sigla ficou maior que seu significado?
    VVI 28/Jul/2021
  4. Help Wanted: a new book
    JL Collins 27/Jul/2021
  5. What’s worse than paying taxes? Paying tax penalties
    Go Curry Cracker 27/Jul/2021
  6. Conselhos, investimentos, Anitta, Nubank
    Vida Rica 27/Jul/2021
  7. Will the Delta Variant Cause a New Recession?
    Millennial-Revolution 26/Jul/2021
  8. A pirâmide dos investimentos – Como construir uma carteira resiliente
    Como Investir no Exterior 26/Jul/2021
  9. 335 | In a World Where You Can Do Anything, Why Do We Always Do the Same Thing?
    ChooseFI 26/Jul/2021
  10. Three Months of Slacking
    Mister Money Mustache 25/Jul/2021
  11. As Olimpíadas afetam a bolsa de valores?
    Poupador do Interior 25/Jul/2021
  12. #50 – Relembrando um pouco as origens
    Papo TR 25/Jul/2021
  13. Não adianta poupar tudo hoje, se você não puder gastar amanhã
    Viver Sem Pressa 25/Jul/2021
  14. Resumo da semana (23/07/21)
    Viagem Lenta 23/Jul/2021
  15. Ep71 | Entenda o Bitcoin de uma vez por todas. (Guia definitivo para iniciantes)
    SRIF365 21/Jul/2021
  16. Proventos Recebidos - Junho de 2021
    Cowboy Investidor 21/Jul/2021
  17. Sociedade da pressa
    Simplicidade e Harmonia 20/Jul/2021
  18. Transformação ao longo do caminho para IF
    Independencia financeira ou Morte 18/Jul/2021
  19. Primeiras impressões do mundo corporativo pós-sabático
    Quero virar Vagabundo 18/Jul/2021
  20. Guaraná zero
    Aposente Cedo 18/Jul/2021
  21. Reconsiderações sobre o post anterior
    Frugal Simples 18/Jul/2021
  22. Uber Adventures no Canada – “Fui estupr@da”
    Além da Poupança 16/Jul/2021
  23. June 2021 Early Retirement Update – USA Road Trip Edition
    Root of Good 08/Jul/2021
  24. Vendendo meu Software de Acompanhamento de Investimentos – Capítulo 1
    Acumulador Compulsivo 06/Jul/2021
  25. Valor Atual da Carteira HEAVY METAL - Julho de 2021 (D.C.)
    Heavy Metal 05/Jul/2021

Blogroll completo | Diretório da Firesfera | Pedir para entrar no Roll