QUAL SERIA A TSR BRASILEIRA DOLARIZADA?

QUAL SERIA A TSR BRASILEIRA DOLARIZADA?

Como você vem acompanhando na nossa série sobre a TSR no Brasil, por enquanto nossa estimativa é que ela seja bem superior aos 4% dos EUA, chegando na casa dos 7%aa se as coisas não saírem muito da média nos próximos 4 anos.
Porém, fomos questionados sobre qual seria a TSR dolarizada neste período. Vamos então fazer uns cálculos simples a seguir.

A taxa de câmbio

Antes de iniciar nosso estudo, vamos olhar para a taxa de cambio histórica USD x BRL para entendermos o que faremos.
Usando os dados do IPEA de média anual da taxa cambial desde 1995, temos o gráfico abaixo:

Taxa cambial média anual histórica. Fonte: IPEA

Podemos observar que ela já esteve abaixo de 1 ! Sim nos primeiros anos da nova moeda, o real valia mais do que o dólar. 
Como sabem, TSR se calcula com no mínimo 30 anos, para efeitos de cálculo, vamos usar o relatório Focus do BC que estima o dólar em praticamente 5 reais até 2024 (acreditem se quiser).

O caso

Vamos usar nosso caso típico da simulação original. Um indivíduo declarando FIRE em 1995 com 1 milhão de reais. Como este indivíduo é um brasileiro nato, com residência fiscal brasileira e não investe no exterior, vamos considerar que ele investiu nos três cenários padrão que sempre usamos anteriormente (100% IBOV, 100% Selic/CDI e um mix 50%Ibov/50%Selic). Como até hoje não se pode ter conta em US$ no Brasil (esperamos que isto mude em breve), só podemos simular os valores convertidos em dólares das aplicações nacionais nativamente mantidas e com rendimentos em reais.
Mas importante aqui é a TSR. Fixaremos a TSR no início do período em dólares e corrigiremos este valor pelo IPCA, como manda a metodologia. Desta forma nosso valor de retirada (dolarizado) só aumentará nominalmente, mesmo que o dólar veja a subir ou descer na conversão. Porém o saque convertemos para real, afinal de burros só se pode tirar burros, como diria o mestre linguiça, digo, professor Girafales.

Aos Cálculos

Como podem ver abaixo (se clicarem e ampliarem), o indivíduo iniciou em 1995 com 1 milhão de reais que equivaliam a U$ 1.089.799 (pois é). Uma TSR de 4% em dólar é U$ 43.592. Como podem ver, já corrigimos pelo IPCA este valor no final de 1995 então iniciamos os saques de U$ 53.360 (R$ 48.964). 
A partir deste valor inicial, acrescenta-se o IPCA todo ano, não importando quanto estará a cotação do dólar, afinal, a TSR se fixa no inicio do período e só se altera para repor a inflação no final de cada período.

TSR 4% padrão – Clique ampliar e poder ler (Considere virgula como ponto; Excel em inglês)

Observe que os retornos são em reais, pois está investido no Brasil, e apenas convertido para dólares nominalmente, então ajustado o valor com que se inicia o próximo ano com a retirada anual dolarizada novamente convertida para real.


Bom, os resultados são claramente identificados na tabela e de cara vemos que 4% de TSR não é viável, afinal, acabamos no negativo. 
Algo interessante de se observar inicialmente é a TSR corrente (calculada aqui com o mix 50/50), ou seja, qual a porcentagem do meu patrimônio eu estou “queimando” naquele ano por ter fixado a TSR no inicio do período.
Normalmente, mesmo em anos de crise, não queremos que este valor ultrapasse a casa dos 8 a 10%, senão corremos o risco de não termos capital suficiente para que a retomada do mercado recupere nossa TSR e patrimônio inicial; aquela velha história de que quando cai 50%, precisa subir 100% para voltar ao zero a zero.
Veja que em 2002, quando o dólar cruza a barreira dos 2 reais, esta TSR corrente como chamo, já ultrapassa dos 10%. É neste momento que o FIREE deverá se dar conta que o seu plano foi por água abaixo e re-planejar, sem preconceito ou teimosia. Isto se torna ainda mais claro em 2014.

O fato é que, sem um replanejamento, o indivíduo já estaria sem dinheiro em 2017 com o dólar acima de 3 reais!

Mas a pergunta é, qual a TSR que teria evitado que este indivíduo ficasse sem dinheiro até 2024 (veja que estamos usando 4 anos de dados estimados aqui)?

Vamos rodar nossa simulação e ver……………..carregando…99%

Resultado: Uma  TSR de 2,97% a.a. evitaria que ele ficasse sem dinheiro em 2024, mas estaria com 01 DÓLAR de patrimônio. Lembre-se a TSR apenas evita que ele acabe sem dinheiro ao longo de 30 anos, ou seja, na teoria do estudo, 1 dólar é uma solução possível (feasible).
Ok, AA40, mas quero preservar meu patrimônio inicial. Não quero terminar com 1 dólar, quero terminar com meu valor inicial de U$ 1.089.799, e se possível, corrigidos pelo IPCA para deixar de herança para x (alguém).

Bom, apesar de não ser ortodoxo corrigir um valor dolarizado pelo IPCA, afinal a inflação tem um  componente de dólar em sí mesmo e estaríamos sobrepondo algumas coisas, vamos fazer dois cálculos aqui: Uma para termos no final do período os U$ 1.089.799 iniciais e outro com U$ 5.961.901 que é o valor inicial corrigido pelo IPCA, só para responder sua pergunta, mas não recomendo ao leitor prestar atenção neste último.

Resultado: Para o primeiro caso, a TSR cai para 2,5%aa. E no segundo, a TSR possível seria de apenas 0,52%a.a.

Pois é este o resultado pessoal. Para aquela pessoa cujo mundo pessoal e financeiro é apenas Brasil, este estudo não diz muita coisa, mas para aqueles que possuem uma mente global e visualizam seu patrimônio na moeda ainda padrão do mundo hoje, como muito bem faz e chama a fazer o SrIF365, é um choque perceber de onde saímos (dólar a 0,92 reais) e onde chegamos, com o dólar batendo hoje, 2 de março de 2021 em 5,72 reais no intraday ! Não foi ele quem pediu o estudo, mas concordo 100% com ele que todo FIREE deve monitorar seu patrimônio em dólar, não apenas em reais. Afinal você monitoraria seu patrimônio apenas em “Dogecoin“?

Comentem abaixo e avisem se encontrarem algum erro de cálculo:

Para onde vai o dólar?

Vamos deixar claro que prever o futuro do dólar é um exercício fútil. Ninguém consegue, nem quem tem bola de cristal. O que podemos olhar são sinais que podem indicar alguma coisa. Por exemplo o DXY, que é um pacote de moedas contra o dólar. Está nas mínimas desde 2018 enquanto o dólar no Brasil hoje está praticamente na máxima histórica. O que acontecerá se o DXY subir para perto dos 100 pontos novamente? 
Mas o principal movimentador do dólar é o US10Y, ou seja, o yield do tesouro americano mais cobiçado – de 10 anos, que chegou na mínima histórica em 2020 (apenas 0,5%aa de rendimento) e agora deu uma pequena recuperada – Hoje em 1,48%a.a.. Se este continuar subindo e ultrapassar a barreira de 2%a.a., a renda fixa mais segura do planeta vai atrair bastante capital, que sairá em grande parte, dos emergentes, e por conseguinte, poderá levar a uma alta do dólar, além de eventual migração da renda variável para renda fixa. 
O que pode atenuar ou até reverter isto? Alta da Selic, que poderia atrair capital estrangeiro de volta ao jogo de flippagem de juros.

Curiosidade: Se o indivíduo tivesse investido tudo no S&P 500?

Sabemos que naquela época não existia BDRs ou ETFs de SPX no Brasil como temos o IVVB11 hoje, e, para investir no exterior naquela época talvez você precisasse ser bilionário, mas tivesse esse cidadão aplicado este 1 milhão de reais (1,089 milhões de dólares) integralmente no S&P 500 em 1995, por meio do ETF SPY (criado em 1993), hoje ele teria U$14,3M ou aproximadamente 79 milhões de reais na cotação média atual, ao invés dos 7 a 8 milhões de dólares tendo aplicado no Brasil (isso sem saques). Veja aqui o cálculo no PortfolioVisualizer.



Isenção de responsabilidade: Todo conteúdo publicado neste site baseia-se no direito de expressão garantido nos arts. 5º, IV e 220 da Constituição Federal de 1988. Não somos profissionais de investimentos nem consultores financeiros licenciados. Nenhum ativo e/ou estratégia de investimentos aqui mencionados deve ser considerado indicação de investimento. Este blog representa apenas opiniões e decisões pessoais, que podem não ser apropriadas para outros investidores. Por favor, use o bom senso e/ou consulte um profissional de investimento certificado antes de investir seu dinheiro. AA40 não é responsável pelos resultados de suas decisões, nem responsável pelos comentários postados pelos leitores ou pelo conteúdo de quaisquer sites vinculados. Este blog deve ser visualizado apenas para fins educacionais ou de entretenimento. Resultado passado não é garantia de resultado futuro. Não copie nosso conteúdo sem citar a fonte e pedir autorização.



Um comentário em “QUAL SERIA A TSR BRASILEIRA DOLARIZADA?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.